O que o IFSC tem a ver com o Campeonato Brasileiro?

É tempo de renovação.

Em 2014, um grupo de atletas brasileiros foi impulsionado para um processo de renovação que vinha se tornando necessário já há alguns anos no cenário competitivo.

Com maturidade, muita pesquisa e um estreito laço com a Federação Internacional de Escalada Esportiva, chegou-se ao consenso de que o caminho mais virtuoso seria colocar a mão na massa, afinal era o futuro do esporte – portanto o futuro de cada atleta que estava em questão.

Durante 2014 a equipe novata, mas não sem experiência da ABEE realizou dois Campeonatos Brasileiros (Boulder e Dificuldade) em parceria com importantes ginásios (UBT Escalada e Casa de Pedra) e muitas empresas apaixonadas pelo esporte que investiram e acreditaram nessa iniciativa.
Foi arrecadado mais que o esperado, tanto nos eventos como nas anuidades, resultando em um fechamento mais que positivo do ano de 2014 e garantindo uma boa reserva de caixa para o segundo ano de vida da Associação.

O que era antes impensável para uma entidade relacionada à Escalada Esportiva tornou-se realidade.
Agora, a ABEE segue muito feliz no seu segundo ano de existência com mais experiência e sempre ciente de que sua fundação não foi apenas bem vinda, como extremamente necessária para a evolução do esporte no país.

Nunca antes ficou tão claro que os atletas fazem do esporte o que eles anseiam.

O ano de 2014 nos mostrou que a união de escaladores do país inteiro resultou não só em dois grandes eventos históricos para a Escalada Esportiva Brasileira, como também em um cenário futuro absolutamente promissor.

Entretanto, a Escalada de competição no Brasil vai muito além do campeonato nacional.

Quando um atleta se dedica, treina, se destaca, consegue apoios, patrocínios, junta dinheiro de rifas e sorteios e consegue competir em um evento internacional, este atleta já se torna um exemplo para centenas de outros atletas que lutam no Brasil para atingir um alto nível de rendimento.

Este atleta representa o país e incentiva novos atletas.

Ele tem uma importante experiência para compartilhar com a comunidade brasileira, tem uma visão mais abrangente do esporte e tem contato com o cenário internacional, algo imprescindível para a evolução do esporte dentro do país.

Sem exemplos, sem grandes atletas, sem grandes superações e históricas participações em Mundiais e outros eventos, o Brasil é só mais um país isolado do resto do mundo, onde “a escalada é difícil de ir pra frente”.

Graças ao apoio e incentivo do IFSC e ao contato com o cenário internacional, a ABEE percebeu que havia muito mais a ser feito pela Escalada, pelo Campeonato Brasileiro e pelos atletas.

Além do apoio da Federação Internacional, a ABEE também luta pelo reconhecimento governamental brasileiro, buscando maiores oportunidades para um trabalho cada vez mais sério e específico.

Ao manter uma estrutura esportiva sustentável, os objetivos básicos serão cumpridos, dando espaço para o surgimento de oportunidades ainda melhores aos atletas num futuro próximo.

Graças à união da comunidade de escalada esportiva que forma nossa entidade nacional, a ABEE segue seus trabalhos com foco e dedicação por mais um ano, contando com o apoio e homologação do IFSC desde sua fundação.

Existe um futuro inteiro além do Campeonato Brasileiro.

Existe um futuro inteiro para os novos atletas.

E é por isso que a ABEE convida você a conhecer mais sobre o seu trabalho!

Associe-se!

Carta IFSC

 

Sem Respostas para "O que o IFSC tem a ver com o Campeonato Brasileiro?"


    Tem algo a dizer?

    Algum HTML está OK