INFORME ABEE SOBRE SELEÇÃO BRASILEIRA E FORMATO OLÍMPICO DA ESCALADA ESPORTIVA

 PONTUAÇÃO PARA SELEÇÃO BRASILEIRA 2018

10 ATLETAS – 5 atletas do feminino PRÓ ADULTO / 5 ATLETAS do masculino PRÓ ADULTO

– CRITÉRIOS DE SELEÇÃO:

  • pontuação através de colocação nos campeonatos brasileiros ABEE (boulder e dificuldade) nos últimos 12 meses. Exemplo: 1º ao 7º lugar em cada campeonato = 100/85/70/55/40/25/10 pts
  • pontuação através de colocação brasileira nas etapas da Copa do Mundo – melhor colocado brasileiro na etapa = 1º colocado =100 pontos / 2º colocado = 85 pontos / 3º colocado = 70 pontos / 4º colocado = 55 pontos / 5º colocado = 40 pontos
  • pontuação através de colocação brasileira em mundial e panamericano juvenil na categoria junior: 1º colocado brasileiro = 50 pontos

A ABEE conta ainda com um projeto de seleção sub20, utilizando os mesmos critérios acima apresentados, considerando os nacionais da categoria e etapas mundiais da categoria.

_____________________________________________________

INFORME ABEE SOBRE FORMATO OLÍMPICO DA ESCALADA ESPORTIVA, conforme divulgado  pela Federação Internacional de Escalada Esportiva

(original no site do IFSC: http://www.ifsc-climbing.org/images/media-centre/2017_IFSC_Plenary_Assembly_Quebec_City_Olympic_Format.pdf)

 

 1 – INTRODUÇÃO:

 O Formato Olímpico descrito a seguir é o resultado de um longo processo de trabalho dentro do IFSC e, fora dele, desenvolvido com o Comitê Olímpico Internacional, considerando vários componentes.

2 – FORMATO DOS JOGOS OLÍMPICOS JUVENIL 2018  (YOUTH OLIMPIC GAMES – YOG) e JOGOS OLÍMPICOS (OLIMPIC GAMES – OG) :

 A – A Escalada Esportiva foi incluída no programa dos Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020 e nos Jogos Olímpicos ‘da Juventude’ em 2018, em Buenos Aires.

Será atribuída uma medalha para o homem vencedor e uma medalha para a mulher vencedora no evento combinado.

De acordo com as Regras do IFSC, o Combinado é uma agregação (agrupamento de pontos) dos resultados dos atletas em cada disciplina. Portanto, algumas mudanças precisam ser implementadas, começando já na temporada de 2017.

B – PRINCÍPIOS CHAVES

Perspectiva geral:

a) Os Eventos Combinados do IFSC devem ser iguais ao formato Combinado no OG.

b) O formato de cada disciplina (Speed, Boulder, Lead) será o mesmo que o formato do IFSC nos eventos de disciplina única.

c) A sequência de disciplinas no OG é: Primeiro Velocidade, segundo Boulder, terceiro Dificuldade (lead).

 Perspectiva sobre Regulamentos:

a) O Evento Combinado consiste de 2 rodadas (Qualificatórias e Finais), ambas abrangendo todas as disciplinas.

b) Todos os atletas (20 homens e 20 mulheres) participam na primeira rodada.

c) A pontuação do atleta é dada pela multiplicação do ranking do atleta (sua posição) em cada disciplina. Quanto menor a pontuação, melhor. Um ranking é produzido após cada rodada (qualificações e  finais).

 

 C – Princípios a serem confirmados

a) Os seis melhores atletas se qualificam para a final.

Nota: Para a Final de Velocidade, aplica-se o conceito de “perdedor sortudo” (7º e 8º classificados nas oitavas de final), uma vez que uma quota de 6 não permite o sistema de duelo.

b) Os atletas empatados após a agregação de seus pontos nas 3 disciplinas serão desempatados, considerando seu respectivo ranking em cada disciplina:

 

Athlete    Speed   Boulder   Lead     TOTAL     Surpassing

AAA               4º            1º         3º          12           1 time

BBB                3º            4º         1º          12           2 times       Vencedor

 

D – CRONOGRAMA DAS OLIMPÍADAS

 – Horários e dias da Escalada Esportiva nos Jogos Olímpicos de 2020 ainda estão em aberto.

No momento, há um acordo geral de que a rodada final deverá ser realizada incluindo todas as disciplinas.

Contudo, a rodada de qualificação poderá ser separada em diferentes seções, podendo ocorrer em mais de 2 dias ou no mesmo dia.

As Finais Masculinas e Femininas podem não ser executadas necessariamente no mesmo dia.

O COI (Comitê Olímpico Internacional) considera, atualmente, 3 dias para realização do evento de Escalada Esportiva, com uma possível extensão para 4 dias.

 

3 –  SELETIVAS PARA OS JOGOS OLÍMPICOS  (QUALIFICATION SYSTEM – QS)

A –  Cronograma do COI

Em julho de 2017, o COI irá publicar os Princípios de Qualificação para as Olimpíadas de 2020.

Portanto, o formato de seletivas para Escalada Esportiva será definido e divulgado pelo IFSC após essa data, juntamente com o COI.

No entanto, a fim de dar às Federações Nacionais a possibilidade de planejar as próximas temporadas, os seguintes princípios serão propostos pelo IFSC ao COI.

Estas propostas correspondem, em parte, aos princípios dos Jogos OLIMPICOS da Juventude de Escalada Esportiva, ainda sujeitos à validação pelo COI em Março.

(nota ABEE: Assim que tivermos nota oficial sobre esse tema, divulgaremos no nosso site.)

 

 B – Princípios Gerais

a) As cotas são atribuídas aos atletas e não aos Comitês Olímpicos Nacionais. (Isso significa que uma vez que o atleta conquiste sua vaga através dos campeonatos indicados como qualificatórios, a vaga é do atleta e não do país.

b) A proposta do IFSC é que haja uma quota máxima por país: 2 homens e 2 mulheres

c) Atletas elegíveis devem ter uma licença internacional do IFSC válida no momento dos Jogos Olímpicos (a qual é emitida via ABEE no Brasil).

d) As quotas serão re-alocadas através dos eventos de qualificação indicados para os Jogos Olímpicos 2020, seguindo as diretrizes do COI.

 

 C – Período de qualificação

O período de qualificação está fixado para os anos de 2019 e 2020 (sujeito à confirmação final do COI).

 

(Nota ABEE:  Devemos considerar o  número máximo de atletas que cada país poderá enviar a partir de 2017 para Campeonatos Mundiais, etapas da Copa do Mundo e Campeonatos continentais, para desta forma,  indicar quem terá vaga para participar dessas seletivas em 2019 e 2020, obedecendo resultados que devem incluir (conforme diretrizes a serem dadas pelo IFSC, COI e COB, com aprovação em Assembleia ABEE em 2017):

  • ranking ABEE 2018
  • evento nacional adicional em 2019:  dependendo das datas de seletivas do COI em 2019, poderão ser considerados ainda resultados em evento nacional ‘overall’, que pode ser realizado no primeiro semestre de 2019, valendo também para possível evento ‘adicional’ de qualificação para OG em 2020).

 

D – Eventos de Qualificação

 Serão utilizados eventos combinados ou classificações em rankings para classificação nas Olimpíadas.    

a) Campeonato Mundial IFSC 2019: Em dezembro de 2016, foi aprovada pela diretoria do IFSC a reprogramação do Campeonato Mundial IFSC para 2019, ocorrendo assim em anos ímpares a partir de 2019, decisão sujeita à aprovação em Assembléia Geral em 2017.

b) Copa do Mundo 2019 (Classificação Final no “Overall” 2019, com novas regras no circuito a partir de 2017) 

O IFSC considera importante e necessário considerar os resultados no circuito da Copa do Mundo ao longo do ano de 2019, para não desvalorizar o circuito e garantir a participação dos atletas em tais eventos, contando com apoio de Comitês Olímpicos Nacionais, também como forma de preparação olímpica.

c)  Campeonatos Continentais homologados pelo IFSC

d) Possível (adicional) Evento de Qualificação para Olimpíadas de 2020

 

E – Cenários de Alocação de Quotas

As cotas precisas exigem a finalização dos princípios do COI (esperado para início do 2º semestre de 2017).

 


INFORME ABEE SOBRE PERSPECTIVA DE FORMATO DE SELETIVAS PARA JOGOS OLÍMPICOS da Juventude em 2018 – Local do YOG : Buenos Aires, Argentina 

(Categoria Juvenil –  serão classificados para o YOG atletas nascidos em 2001 e 2002,  conforme eventos de seletiva e vagas numeradas abaixo)

  • 13 vagas (por gênero) através do Campeonato Mundial Juvenil  2018,  que acontecerá em Central Saanich, Canadá
  • 1 vaga por continente através de Campeonato Pan-americano Juvenil (por gênero) – local: Montreal, Canadá / Data: 2º semestre de 2017
  • 1 vaga por gênero para o país sede dos Jogos Olímpicos da Juventude (Argentina)
  • 1 VAGA universal

________________________________________________________________________

PONTUAÇÃO PARA SELEÇÃO BRASILEIRA 2018

10 ATLETAS – 5 atletas do feminino PRÓ ADULTO / 5 ATLETAS do masculino PRÓ ADULTO

– CRITÉRIOS DE SELEÇÃO:

  • pontuação através de colocação nos campeonatos brasileiros ABEE (boulder e dificuldade) nos últimos 12 meses. Exemplo: 1º ao 6º lugar em cada campeonato = 100/85/70/55/40/25/10
  • pontuação através de colocação brasileira nas etapas da Copa do Mundo – melhor colocado brasileiro na etapa = 100 pontos / 2º colocado = 85 pontos / 3º colocado = 70 pontos / 4º colocado = 55 pontos / 5º colocado = 40 pontos
  • pontuação através de colocação brasileira em mundial e panamericano juvenil na categoria junior: 1º colocado brasileiro = 50 pontos

A ABEE apresentará ainda projeto de seleção sub20, utilizando os mesmos critérios acima apresentados, considerando os nacionais da categoria, e etapas mundiais da categoria.

1 Resposta para "INFORME ABEE SOBRE SELEÇÃO BRASILEIRA E FORMATO OLÍMPICO DA ESCALADA ESPORTIVA"

  • Parceria ABEE com o COB e processo de seletivas para Olimpíadas |
    23 de março de 2017 (14:09)
    Resposta

    […] seletivas para as Olimpíadas 2020 em Tokyo, traduzido e divulgado no início de março/17 – http://www.abee.ladobletras.com.br/informe-oficial-abee-sobre-formato-olimpico-da-escalada-esportiva/, já temos o formato de seletivas para as Olimpíadas da Juventude definido e oficialmente […]


Tem algo a dizer?

Algum HTML está OK